MEC'S - Ministros Extraordinários da Comunhão 

 

Comunhao 806x393

 

Um dos aspectos mais significativos da renovação conciliar foi a restauração dos ministérios laicais. E isso torna-se, hoje, particularmente visível na principal manifestação da Igreja que é a Eucaristia do Domingo.

Os ministérios dos leigos, embora não se restrinjam, nem se esgotem na Liturgia, têm nela, contudo, uma visibilidade maior. Por isso, a escolha daqueles fiéis para estes ministérios, nomeadamente o da distribuição da eucaristia, requer um especial cuidado, seriedade, sensatez e ponderação. Nesse sentido, o Ministro Extraordinário da Comunhão deve distinguir-se por uma vida cristã coerente, por uma situação familiar exemplar e gozar da estima da comunidade. E é conveniente que a escolha recaia sobre quem já deu provas bastantes de comunhão, dedicação à Igreja e apostolado. Deve, ainda, ter recebido os três sacramentos da iniciação cristã, cultivar a piedade eucarística e ser modelo, para os outros, de participação activa e plena na celebração eucarística

Define-se como Ministério Extraordinário e deve ser exercido desse modo, isto é, em comunhão com os ministros ordinários e só quando for necessário.

Actualmente, na paróquia de S. Domingos de Rana existem 30 Ministros Extraordinários da Comunhão. Eles são os responsáveis por ajudar os sacerdotes na distribuição da Sagrada Comunhão nas celebrações eucarísticas comunitárias, mas a sua missão principal consiste na distribuição de Sagrada Comunhão aos doentes nas suas casas que previamente o solicitaram e seu acampanhamento.

Reunem-se periodicamente numa acção de formação, partilha de experiências, organização do serviço prestado e convívio. São acompanhados e coordenados pelo Padre Miguel.