CONFERÊNCIA DE S. VICENTE DE PAULO

 

 

 

A Sociedade de S. Vicente de Paulo é uma Associação de Leigos Cristãos fundada em 1833 por um estudante universitário de Paris, que desde a simples oferta de «umas achas de lenha» - oferta inicial de Ozanam às famílias que primeiro visitou em Paris - às ofertas de roupa, livros, medicamentos, ajuda na procura de empregos e internamentos, visitas a lares, hospitais. A acção vicentina procura ser a resposta oportuna para cada situação de sofrimento ou pobreza que se detecta - resposta mais ou menos imediata, ou de simples encaminhamento das situações mais difíceis para as vias possíveis de resolução, inquietando consciências indiferentes, apesar de responsáveis, mas com possibilidade de resposta às situações de pobreza e sofrimento.

 

A acção vicentina preocupa-se com a promoção do homem na sociedade através de um sentimento de afecto e respeito pela dignidade de cada pessoa, da oferta de amor, a que todos têm direito, da compreensão e receptividade a uma confidência ou a um desabafo, um conselho com uma palavra amiga, um olhar carinhoso, motivos de fé e de esperança. A estrutura de base que funciona nas Paróquias designase por Conferência - pois as suas reuniões começam com uma palestra de formação, como fazia S. Vicente - e desenvolve a sua acção através da visita domiciliária às famílias cujas carências chegam ao nosso conhecimento, independentemente do seu credo ou práticas religiosas, raça ou convicções políticas.

 

 

 

O número de famílias com carências materiais tem vindo a aumentar na nossa Paróquia. Os realojamentos do PER na Freguesia, as parcerias que temos com a Junta de Freguesia e com o Banco Alimentar Contra a Fome aumentou a nossa capacidade de resposta e portanto o número de solicitações, dado os contactos estreitos que mantemos com o Gabinete do PER, o Centro Social Paroquial e os congéneres vizinhos. Estamos actualmente a apoiar regularmente mais de 250 famílias, por volta das 1000 pessoas (entre elas mais de 250 menores de doce anos. Perto de 200 pessoas recebem uma comparticipação de 50% da sua parte dos medicamentos.

 

Os paroquianos continuam a ser um dos pilares materiais da Conferência. O apoio monetário regular (mensal, trimestral, semestral e anual) que nos têm dado possibilita o auxílio que prestamos durante todo o ano às famílias que estão em situação mais complicada em termos materiais e morais: idosos com grandes despesas com medicamentos, familiares de reclusos e outras situações monoparentais. Nós somos uma ponte entre a generosidade dos paroquianos e as famílias necessitadas. As outras fontes de receita das Conferências são os donativos não regulares, habitualmente em relação com apelos que efectuamos para fazer face a situações específicas e as colectas que recolhemos dos membros da Conferência no final de cada reunião.

 

Desde a Conferência de S. Vicente de Paulo muito agradecemos as campanhas de solidariedade feitas na comunidade nos tempos de advento e quaresma, assim como as diferentes iniciativas realizadas pela catequese e o agrupamento de escuteiros.